Eterna aprendiz

Não existe nada mais fatal para o pensamento que o ensino das respostas. Para isso existem as escolas: não para ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As repostas nos permitem andar sobre terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconhecido" (Rubem Alves)

domingo, outubro 16, 2005

Ontem foi o dia nosso, o dia dos professores. Grande Festa no Ares Club! DANCEi, DANCei, DANcei, DAncei, Dancei e dancei. UFA! Estou exausta! Ainda bem que hoje é domingo.
Acabou? Que nada. Reservei energia para a próxima comemoração na quarta. Nessas horas é bom trabalhar em escolas diferentes. Me aguarde colegas da CEDEF, estou chegando...
Um belo poema pra todos nós Sofressores!!!Ops! Errei na grafia, mas tem tudo a ver, não?
Ser Professor
(por José Antonio Augusto)
Ser Professor é ser artista, malabarista,escultor,
pintor, doutor, musicólogo, psicólogo...
É ser mãe, pai, irmã, avô, avó...Só?......
Ë ser palhaço, estilhaço, bagaço,
Ë ser ciência e paciência
É ser informação e sensação
Para uns é Cristo
Para outros demônio
Para estes mal vistos
Para aqueles um sonho
É ser bússola, é ser farol
É ser luz, é ser sol
Impele para o Bem
Impele para o Mal
Incompreendido? E muito
Definido? Nunca
Seu filho passou? Claro, é um gênio
Não passou ? O Professor não ensinou
Para quê ser Professor?
É vício ou vocação?
É uma coisa e é outra
É ter nas mãos o mundo e não ter nada
Amanhã seus filhos se vão
Enche o mestre de mãos vazias
Tendo partido o seu coração
Olhos voltados para a sua estrela guia
Recebe novas turmas,
Novos olhinhos ávidos de cultura
Enche o professor, o mestre vai despejando
Com toda a sua ternura, o saber, a orientação
Nas cabecinhas novas, que amanhã luzirão
No firmamento da Pátria
Fica a saudade... a amizade...
O pagamento real? Só na eternidade...

1 Comments:

At outubro 18, 2005 2:42 PM, Anonymous O Curador da Galeria said...

Ainda a propósito do «nosso» país, este texto. Chegou-me ao mail e pinta bem o nosso estado de sítio. Como na música, o semi-poeta cantava «ai portugal, portugal, de que é que estás à espera...»

«Existe um país onde um cidadão de 81 anos depois de ter cumprido 10 anos de
mandato como Presidente da República e de ter estado 10 anos de molho decide
candidatar-se novamente para salvar o país de um fantasma, passando por cima
de um amigo de longa data.



Existe um país onde três candidatos autárquicos com fortes probabilidades de
vencer estão indiciados por processos fraudulentos e uma outra candidata a
candidata com mandato de prisão emitido e foragida no Brasil, tem toda a
cidade a aguarda-la tal qual D.Sebastião.



Existe um país onde o único escritor galardoado com o prémio nobel da
Literatura vive no país vizinho.



Existe um país de onde é oriundo aquele que é considerado o melhor treinador
de futebol da actualidade, cujo seleccionador nacional é estrangeiro.



Existe um país onde o maior sucesso nacional do ano é um disco de
originais de um músico que morreu há quinze anos.



Existe um país onde os dois guarda-redes da selecção nacional são
suplentes de dois guarda-redes da mesma nacionalidade nos respectivos
clubes.



Existe um país onde o nome da mascote do principal evento desportivo
alguma vez organizado começa por uma letra (k) que não faz parte do seu
alfabeto.



Esse país estranho é o meu país.

Esse país só gosta dele próprio e da sua bandeira quando vem alguém
de fora jurar a pés juntos que somos bons. »

 

Postar um comentário

<< Home

Acessos:

Image by FlamingText.com
Image by FlamingText.com