Eterna aprendiz

Não existe nada mais fatal para o pensamento que o ensino das respostas. Para isso existem as escolas: não para ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As repostas nos permitem andar sobre terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconhecido" (Rubem Alves)

sexta-feira, setembro 02, 2005

Daydreaming



Janela entreaberta, dia ensolarado como sempre, pilhas de papéis sobre a mesa, barulho de gente e de carros transitando na avenida, ventinho calmo acariciando os meus cabelos, cadeira estofada à mesa, e ao seu conforto, sentada estou, longe, muito longe dali.
No escritório, apenas o meu corpo. A imaginação me guia, de companhia o papel branco sobre a mesa e o lápis a rabiscar em pensamentos flutuantes. Há dias em que o nosso “ganha pão” segue essa monotonia. Os pensamentos afloram e luzes de idéias nos transtornam ou nos aliviam. Luzes, que desaparece em fração de segundos, e a vida que segue a mesma sintonia. Tudo muda em segundos: pensamentos, pessoas, endereços... Endereço!?Meus pensamentos encalham aqui, já que estou há quilômetros e quilômetros da terra natal. Lembranças vêm à tona: os lares da minha infância, adolescência e mulher. Saudades das férias na fazenda, minha mãe nos chamando à mesa posta às refeições. Que paciência! Onze filhos, um time de futebol e a técnica ali, protetora e autoritária ás vezes. Heroína, minha mãe! Incansável! Pudera eu, ter a mesma disposição, alegria e energia ao cuidar de onze danadinhos. Minha energia é demasiada escassa para acompanhar dois que já tenho. Saudade das cavalgadas, banhos de mar, tempos de escola, cheiro de livro novo, brincadeiras, viagens inesquecíveis, adolescência, e PUFT! Tudo se vai, com a mesma velocidade de uma luz... Mas o processo de mutação continua...
Paralelo às mudanças, um endereço, esse por vezes sólido e por vezes não, há depender das circunstâncias. Circunstâncias, que me fazem refletir, e decidir me estar perto da minha base: família, irmãos, amigos de infância...
A mesma intensidade da luz, que traz saudades da vida de outrora, guiar-me-á e iluminar-me-á ao caminho do meu novo aconchego, lar. Conto com os domingos reunidos num almoço familiar, passeios ao final de semana, conversas jogadas ao léu. A rotina que me falta e me traz um vazio enorme. Sinto o brilho da luz, cada vez mais perto. Mereço!? Sim... E falta pouco. Por enquanto só me resta sonhar, acordada.

2 Comments:

At setembro 02, 2005 6:39 PM, Anonymous Anônimo said...

Blog offers rare glimpse inside the chaos
Six blocks from the Mississippi River, in a 27-story skyscraper on Poydras Street in New Orleans, the staff of an Internet domain hosting service is chronicling Hurricane Katrina's chaotic aftermath with an ...
fermage dagric is the owner of
agriculture department
which is a premier resource for agriculture department information.
for more information, go to http://www.agriculturea.com

Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!

I have a agriculture department site/blog. It pretty much covers agriculture department related stuff.

Come and check it out if you get time :-)

 
At setembro 07, 2005 4:31 PM, Anonymous Anônimo said...

eh nega, as vezes me sinto assim tambem... saudades acho que é isso que nos faz viver, junto com a certeza de que dias melhores virão !

Adoro vc amiga !
beijos,

Dil

 

Postar um comentário

<< Home

Acessos:

Image by FlamingText.com
Image by FlamingText.com